Pharmaka

A revista Pharmaka surge na tentativa de dar maior desenvolvimento e independência às secções relacionadas com os interesses profissionais, numa iniciativa meritosa por parte das direções do Grémio Nacional das Farmácias e do Sindicato Nacional dos Farmacêuticos. Esta publicação representou um imenso investimento por parte das associações, que se esforçaram para desenvolver uma publicação com um grafismo e composição tipográfica inovadores. No entanto, o sucesso não foi o mesmo no que toca aos conteúdos e matérias tratadas. Por esse motivo, a Revista “Pharmaka” acabou por ter o seu fim 2 anos após o seu lançamento devido às grandes despesas associadas à sua produção. [1], [2]


Ficam para história, no entanto, alguns artigos dos presidentes das associações envolvidas nesta publicação, assim como o edital de abertura da primeira edição desta revista, escrito pelo Director-Adjunto Rui Falcão. [2]



Bibliografia

[1] – Exposição de Obras Antigas e Revistas Portuguesas de Farmácia. (1972) Biblioteca Nacional de Lisboa. XXXII Congresso Internacional de Ciências Farmacêuticas.
[2] – Silva, A.C. Correia da (1998). Farmácia: História e Profissão. Colectânea de Estudos e Ensaios. Lisboa: Ed. Ordem dos Farmacêuticos.